Gestão por competências

A gestão por competências é uma ferramenta que tem sido tratada como pré-requisito para as empresas que pretendem aumentar sua competitividade e diferenciar-se no mercado. Assim, é possível considerá-la como uma solução para questões como seleção de pessoal, remuneração, capacitação e outras atividades inerentes à área de gestão de pessoas. Como resultado, desenvolve-se um quadro de funcionários mais talentosos e mais produtivos.

A competência é resultado de um processo em que o indivíduo propõe-se a assumir e a se responsabilizar por situações de trabalho. O ato de assumir responsabilidades não se trata apenas de executar ordens e centralizar a tomada de decisão, mas sim, de assumir a responsabilidade pela avaliação da situação, pela iniciativa que pode exigir e pelos efeitos que vão decorrer dessa situação.

A gestão por competências deve ser vista como parte de um sistema maior de gestão organizacional e é importante que ela esteja em perfeita sintonia com a estratégia da empresa (missão, visão e objetivos). O gerenciamento baseado nas competências representa uma mudança cultural em direção a um maior senso de responsabilidade e autogestão dos funcionários, pois vai além dos conhecimentos técnicos e inclui as ações e o comportamento do indivíduo.

Assim, pode-se considerar a gestão por competências como um importante meio para identificar o potencial dos funcionários, melhorar o desempenho da equipe e a qualidade das relações dos funcionários e superiores. Além disso, serve de estímulo aos esforços para alcançar resultados positivos e satisfatórios para o indivíduo e para a organização.

 

por Simone de Andrade Klober, sócia e consultora da CCeG, Mestre em Gestão Estratégica das Organizações pela ESAG – UDESC,  graduada em Psicologia pela ACE\SC,  Especialista em Recursos Humanos pela FGV,  Formação em Dinâmica dos Grupos pela SBDG,  Formação em BPM – Gestão de Processos de Negócio – Aura Portal – Espanha

 
19 dez